Cartão Sênior – Transporte público gratuito ao idoso de Brasília

facildf_cartaoseniorOs idosos moradores de Brasília e do Distrito Federal podem utilizar o SBA – Sistema de Bilhetagem Automático – para ter maior conforto e melhor atendimento durante a utilização dos transportes públicos da cidade, pois esse agora é um direito de transporte gratuito.

Em atendimento ao Artigo 230 da Constituição Federal de 1988, parágrafo 2º, todos os maiores de sessenta e cinco anos têm direito ao transporte público coletivo gratuito no país, independente do estado, cidade ou companhia responsável pelos ônibus.

Uma vez que o direito ao benefício está vinculado diretamente à idade, o idoso deve apresentar documento oficial pessoal com foto e que comprove a idade. Em cidades que utilizam o sistema de bilhetagem para pagamento de passagens, é interessante também que o mesmo possua a carteirinha para utilização dos serviços com maior facilidade.

Em Brasília os beneficiários que se enquadrem nessa categoria podem solicitar e devem utilizar o Cartão Sênior.

O que é o Cartão Sênior

O Cartão Sênior é o cartão eletrônico destinado ao idoso para utilização dos ônibus coletivos da cidade. O cartão não é obrigatório, porém uma vez que o usuário o utiliza tem acesso às poltronas que ficam na parte posterior à catraca, tendo assim acesso a maior quantidade de poltronas e maior conforto durante o trajeto.

Basta aproximar o cartão do identificador e a catraca será liberada.

Como solicitar

A solicitação e emissão do Cartão Sênior é totalmente gratuita e deve ser realizada em unidade do SBA. Para ter direito ao seu, o interessado deve ir pessoalmente até a unidade munido de seus documentos pessoais (CPF e RG) originais e cópia, bem como de comprovante de residência e uma foto 3×4 recente.

Com esses documentos, os atendentes farão o cadastro do usuário no sistema e emitir a carteirinha que poderá ser utilizada em qualquer ônibus de Brasília ou do Distrito Federal.

Utilizando a carteirinha, o idoso não precisa pagar nenhuma passagem. Caso tenha esquecido em casa, ele poderá utilizar os ônibus gratuitamente, desde que esteja munido de seu documento pessoal, porém não poderá passar pela catraca.

Vale ressaltar que o benefício é pessoal e intransferível, ou seja, apenas pode ser utilizado pelo próprio portador. Em caso de extravio, perda ou roubo, o usuário poderá solicitar segunda via do cartão mediante pagamento de taxa simbólica no valor de R$ 15,00.